Promessas de Curas Milagrosas adicione uma dose de ceticismo


Estejam à procura de um atalho para emagrecimento rápido, ou cura para um doença séria, consumidores podem gastar bilhões ao ano em produtos e tratamentos para a saúde não-comprovados, com propaganda fraudulenta e geralmente inúteis. Por que? Porque as fraudes na saúde vendem esperanças falsas. Prometem curas rápidas e soluções definitivas para vários problemas, desde obesidade até câncer e AIDS.



Porém, os que caem no conto dos produtos "cura-para-tudo" não encontram ajuda ou saúde melhor. Ao contrário, essas pessoas encontram-se enganadas e perdem seu dinheiro, tempo, e talvez até sua saúde. Propaganda enganosa de produtos para a saúde podem afastar as pessoas de procurarem e obterem tratamento de profissionais da saúde. Alguns produtos podem causar danos sérios, e muitos são caros já que planos de saúde raramente cobrem tratamentos não comprovados.

Para evitar tornar-se vítima de fraudes na saúde, é importante aprender como avaliar as afirmações sobre saúde e procurar conselho de um profissional médico.

Alvos comuns das fraudes na saúde

Geralmente as fraudes têm como alvo pessoas acima do peso ou que têm problemas de saúde sérios sem cura como esclerose múltipla, diabetes, doença de Alzheimer, câncer, AIDS e artrite.

Câncer

O diagnóstico de câncer poder trazer sentimentos de medo de desesperança. Muitas pessoas podem ficam tentadas a voltarem-se para remédios não testados que são promovidos como a cura para o câncer. Entretanto, essas pessoas deveriam ser céticas a respeito de "promessas milagrosas" porque nenhum único tratamento, produto ou remédio pode tratar todos os tipos de câncer. Na verdade, câncer é o nome dado para uma ampla variedade de doenças; cada qual requerendo diferentes formas de tratamento que são melhor determinados com a orientação de um profissional da saúde.

Pacientes com câncer que desejam tentar um tratamento experimental devem envolver-se em um estudo clínico legítimo supervisionado por autoridades da saúde de modo a garantir que não sejam submetidas a grandes riscos.

AIDS e HIV

Embora tratamentos legítimos possam estender e melhorar a qualidade de vida de pessoas com AIDS, ainda não há cura para a doença. Pessoas diagnosticadas com HIV, o vírus que causa AIDS, podem desejar experimentar drogas ou tratamentos não testados. Porém, produtos e tratamentos não testados, como ervas e aparelhos elétricos e magnéticos, podem ser perigosos e levar as pessoas HIV-positivas a adiarem a procura de cuidados médicos.

Um exemplo é a Erva de São João, a qual tem sido promovida como um tratamento seguro para HIV. Não há evidência que essa erva seja efetiva no combate ao HIV e, de fato, estudos têm mostrado que ela interfere com remédios prescritos para tratamento de AIDS.

Artrite

Consumidores gastam 2 bilhões de dólares ao ano em remédios não comprovados para artrite - milhares de braceletes magnéticos e de cobre, suplementos alimentares e as famosas curas naturais como extrato de mexilhão, pílulas de de fígado dissecado, cartilagem de tubarão, misturas de mel e vinagre. Porém, esses remédios não são apoiados por ciência adequada para demonstrar que eles dão alívio a longo prazo.

Avaliando as Promessas de Suplementos Alimentares

A gama de suplementos alimentares - vitaminas e minerais, aminoácidos, enzimas, ervas, extratos animais e outros - tem aumentado tremendamente ao longo dos anos. Embora os benefícios de alguns desses produtos sejam documentados, as vantagens de outros não são comprovadas.

Por exemplo, afirmações de suplementos que lhe permitem comer o que desejar e perder peso sem esforço são falsas. Para emagrecer, você deve diminuir sua ingestão calórica e queimar mais calorias - por exemplo, ao aumentar a atividade física. A maioria dos especialistas médicos recomenda fazer ambos.

De forma similar, nenhum suplemento pode curar artrite ou câncer em cinco dias. Tais promessas são falsas. Os consumidores devem estar atentos para qualquer promessa de suplemento alimentar que afirme poder encolher tumores, curar insônia, acabar com a impotência sexual, tratar a doença de Alzheimer, ou prevenir perda severa de memória.

Como Identificar Promessas Falsas

Quando avaliar promessas relacionadas à saúde, seja cético. Se algo parece muito bom para ser verdade, geralmente é. A seguir algumas indicações de promessas fraudulentas:

Afirmações de que o produto é uma cura efetiva e rápida para tudo, ou que diagnostica uma larga variedade de doenças. Por exemplo: "Extremamente benéfico no tratamento de reumatismo, artrite, infecções, problemas de próstata, úlcera, câncer, problemas de coração, entupimento de artérias e mais."

Afirmações que sugerem que o produto pode tratar ou curar doenças. Por exemplo: "Encolhe tumores" ou "cura impotência."

Propagandas que usam palavras como "revolução científica", "cura milagrosa", "produto exclusivo", "ingrediente secreto", "remédio ancestral". Por exemplo: "Uma inovação revolucionária formulada ao usar princípios comprovados da ciência médica da saúde."

Textos que usam termos que soam impressivos como teses para produtos de emagrecimento: "ponto de estimulação da fome" e "termogênese".

Casos não documentados ou testemunhos pessoais de consumidores ou médicos alardeando resultados incríveis. Por exemplo: "Meu marido tinha doença de Alzheimer. Ele começou a ingerir uma colher de chá desse produto diariamente. E agora, depois de apenas 22 dias, ele corta a grama, limpa a garagem, poda as flores e damos nossa caminhada matinal novamente."

Disponibilidade limitada e necessidade de pagamento adiantado. Por exemplo: "Corra, essa oferta não vai durar. Mande-nos um cheque agora para reservar nosso suprimento."

Promessas de "sem-risco" e "garantia de devolução do dinheiro". Por exemplo: "Se depois de 30 dias você não emagrecer pelo menos 2 kg por semana, devolveremos seu cheque."

Tradução: Hélio Augusto Ferreira Fontes

Fonte: Federal Trade Commission em cooperação com Food and Drug Administration


LEIA TAMBÉM


Picaretagem quântica lusitana atacando em terras d'além mar

| Leia mais


A farsa do Colágeno em pó ou liquido para manter a pele firme

| Leia mais


9 Dicas para detectar fraudes na saúde

| Leia mais


O que é – e o que não é – a Mecânica Quântica?






Comentários:



Todos os comentários são moderados, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Não serão aceitas mensagens com links externos ao site, em letras maiúsculas, que ultrapassem 1 mil caracteres, com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Não há, contudo, moderação ideológica. A ideia é promover o debate mais livre possível, dentro de um patamar mínimo de bom senso e civilidade. Obrigado.

Código da Notícia: NNA1-2112152