NNA1 NEWS - Notícias Não Alinhadas
Quem vive da mentira deve temer a verdade! - Friedrich Christian



Assad: ocidente precisa reconhecer que perdeu


Neste sábado (14), na sequência dos ataques da coalizão liderada pelos EUA contra o território sírio, o presidente do país, Bashar Assad, disse que este ato de agressão contribuirá ainda mais para a “unidade do povo sírio” na luta contra o terrorismo. "Chegou a hora de as forças ocidentais, que apoiam o terrorismo, reconhecerem o fato de terem perdido o controle. Ao mesmo tempo, eles sentem que perderam a confiança dos seus povos e do mundo", disse Assad, citado pela assessoria de imprensa. Com apoio de Vladimir Putin, da Rússia, Assad conseguiu se manter no poder, a despeito do financiamento do Ocidente a grupos terroristas, desde a administração de Barack Obama



Neste sábado (14), na sequência dos ataques da coalizão liderada pelos EUA contra o território sírio, o presidente do país, Bashar Assad, disse que este ato de agressão contribuirá ainda mais para a “unidade do povo sírio” na luta contra o terrorismo.

Informa-se que a respectiva declaração foi feita durante uma conversa telefônica entre Assad e seu homólogo iraniano, Hassan Rouhani, durante a qual os líderes discutiram os detalhes do recente ataque.

"Chegou a hora de as forças ocidentais, que apoiam o terrorismo, reconhecerem o fato de terem perdido o controle. Ao mesmo tempo, eles sentem que perderam a confiança dos seus povos e do mundo", disse Assad, citado pela assessoria de imprensa.

O presidente iraniano, por sua vez, condenou o bombardeamento do território sírio e confirmou que Teerã vai continuar apoiando as autoridades e o povo sírios. Rouhani também expressou a certeza que a agressão dos países ocidentais não vai abalar o moral dos sírios na luta contra o terrorismo.

Fonte: Brasil 247

Acompanhe Portal Novos Rumos no Twitter

e no Facebook.






Comentários:



Todos os comentários são moderados, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Não serão aceitas mensagens com links externos ao site, em letras maiúsculas, que ultrapassem 1 mil caracteres, com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Não há, contudo, moderação ideológica. A ideia é promover o debate mais livre possível, dentro de um patamar mínimo de bom senso e civilidade. Obrigado.

Código da Notícia: NNA1-1404181