Patrimônio de R$ 15 milhões dos Bolsonaros é suspeito e tem indícios de lavagem

O esquema Bolsonaro-Queiroz que emergiu na semana passada pode ser apenas aponta do iceberg que envolve o clã Bolsonaro: Jair e seus filhos, Flavio, Eduardo e Carlos, que se sustentam em tese apenas com suas remunerações na vida político-parlamentar, tiveram um salto espantoso no patrimônio familiar nos últimos anos: até 2008, a família declarava à Justiça Eleitoral bens em torno de R$ 1 milhão; este ano, declarou R$ 6,1 milhões; mas há indícios graves de lavagem de dinheiro e de uso da estratégia de subavaliação patrimonial; segundo valores de mercado, os bens dos Bolsonaro já alcançam mais de R$ 15 milhões.