Governo admite que delação de Funaro contaminará congresso

Governo Temer já trabalha com a expectativa de que a delação de Lúcio Funaro seja fechada nas próximas semanas e que ela "contaminará" o ambiente político no Congresso em meio a discussões sobre reformas; o operador, que negocia os termos finais do acordo com o MPF, inclui Michel Temer em sua delação, entre outros mais de 40 políticos