Autoritário, Bolsonaro demite presidente dos correios por tirar foto com deputados


Incapaz de dialogar com a sociedade, Jair Bolsonaro deu mais uma demonstração de autoritarismo e anunciou que irá demitir o presidente dos Correios, general Juarez Aparecido de Paula Cunha, nos próximos dias por ele ter apresentado "comportamento de sindicalista" durante uma audiência na Câmara; na ocasião, o militar tirou fotos com parlamentares de esquerda e disse que os Correios não serão privatizados



O presidente Jair Bolsonaro afirmou que irá demitir o presidente dos Correios, general Juarez Aparecido de Paula Cunha, nos próximos dias por ele ter apresentado "comportamento de sindicalista" durante uma audiência pública na Câmara dos Deputados.

Segundo reportagem do jornal Folha de S. Paulo, causa da demissão foi o fato do militar ter tirado fotos com parlamentares de esquerda e ter dito que os Correios não serão privatizados, ao contrário do defendido pelo ministro da Economia, Paulo Guedes.

A afirmação sobre a demissão foi feita por Bolsonaro nesta sexta-feira (14), durante um café da manhã com jornalistas. A demissão, ainda segundo Bolsonaro, deverá ocorrer nos próximos dias.

A declaração sobre a demissão do presidente aconteceu enquanto Bolsonaro discorria sobre a saída do também general Carlos Alberto dos Santos Cruz da Secretaria de Governo, que foi anunciada nesta quinta-feira (13).

Fonte: Brasil 247



Acompanhe Portal Novos Rumos no Twitter e no Facebook.






Comentários:



Todos os comentários são moderados, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Não serão aceitas mensagens com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Não há, contudo, moderação ideológica. A ideia é promover o debate mais livre possível, dentro de um patamar mínimo de bom senso e civilidade. Obrigado.

Código da Notícia: PNR1406191