Diplomatas em todo mundo estão pasmos e preocupados com ameaças do 'animal' Eduardo Bolsonaro


Governos estrangeiros e diplomatas estrangeiros consideram quase inacreditáveis as declarações de Eduardo Bolsonaro anunciando um novo AI-5. Um ex-ministro, hoje representando seu governo na ONU, exclamou sobre o filho de Jair: "Um animal". Há preocupação com a perda de controle da situação no país

(Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados | Reprodução)



O jornalista Jamil Chade, experiente na cobertura das atividades diplomáticas no âmbito da sede da Organização das Nações Unidas (ONU) em Genebra, traz em seu blog informações sobre o impacto em círculos diplomáticos internacionais das ameaças antidemocráticas do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).

"As declarações do deputado Eduardo Bolsonaro sobre um novo AI-5 deixam governos estrangeiros e a diplomacia internacional pasmos e preocupados com a situação no Brasil", escreve o jornalista. E mais adiante: "O temor no exterior é de que a retórica cada vez mais extremada saia do controle ou que seja encampada por alas mais reacionárias".

Mesmo evitando declarações públicas, para evitar que uma condenação oficial aprofunde ainda mais o radicalismo da família Bolsonaro e que relatores ou certos departamentos da ONU passem a ser vistos por Brasília como "inimigos", impossibilitando seus trabalhos, a preocupação na organização multilateral é grande.

Jamil Chade relata que há um "clima de inconformidade nos bastidores diante das declarações e a preocupação com o caráter do grupo no poder".

"O que muitos querem saber é se a declaração tem algum respaldo, ainda que sigiloso, dentro das estruturas de poder", informa o blog.

"O que não podemos é nos dar ao luxo de ver tal proposta ser declarada publicamente, sem uma reação de condenação", disse um experiente mediador de conflitos como Síria ou Iemen. "Vocês estão brincando com fogo", insistiu - relata Chade.

"Para outro representante de alto escalão da ONU, com tensões no Chile, Haiti, Bolívia, Líbano, Espanha e tantos outros lugares, o cenário internacional não poderia comportar mais um foco de instabilidade como uma eventual crise institucional no Brasil" - acrescenta.

"Não temos o direito de simplesmente ignorar repetidas ameaças feitas por um político com influência numa região", comentou outro diplomata acreditado na ONU.

Em outro governo, um ex-ministro optou por uma reação de tristeza. "Tantos de nós admirávamos o Brasil. É muito tristeza tudo isso. É um animal".

Fonte: Brasil 247



Acompanhe Portal Novos Rumos no Twitter e no Facebook.








Comentários:



Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Portal Novos Rumos

Código da Notícia: PNR0111191