Trabalhadores da Coreia do Norte podem ajudar a reconstruir Donbass, diz embaixador russo


O embaixador da Rússia na Coreia do Norte, Aleksandr Matsegora, afirmou na segunda-feira (18) que o governo de Pyongyang está disposto a cooperar com as repúblicas populares de Lugansk (RPL) e Donetsk (RPD) para atuar na reconstrução de Donbass. O acordo seria um contraponto às sanções internacionais contra os norte-coreanos.

© Sputnik / Vitaly Ankov



Em entrevista ao jornal Izvestia, Matsegora comentou o reconhecimento da independência da RPD e da RPL anunciado pelo governo norte-coreano na última semana e destacou as possibilidades de cooperação que se abrem.

"Existem perspectivas de cooperação entre a RPDC [República Popular Democrática da Coreia] e as repúblicas de Donbass, e elas são bastante extensas. Em primeiro lugar, há trabalhadores altamente qualificados e prontos para atuar nas condições mais difíceis. Os construtores coreanos serão uma ajuda muito importante na solução dos problemas de restauração de instalações sociais, industriais e de infraestrutura destruídas pelos 'ucranazis' em retirada", declarou Matsegora.

O embaixador russo destacou que os norte-coreanos estão interessados em peças e materiais produzidos na região de Donbass e que as repúblicas podem promover um importante intercâmbio enquanto enfrentam sanções.

"Nossos parceiros coreanos estão interessados em comprar peças de reposição e unidades fabricadas em Donbass e reconstruir suas instalações de produção", disse.

Desde 2017, sanções impostas pela ONU proíbem a compra de equipamentos industriais pela Coreia do Norte. O envio de trabalhadores por Pyongyang é impedido desde 2019, mas alguns países próximos seguem fazendo acordos pela mão de obra norte-coreana.

"Os cálculos de Denis Pushilin [líder da RPD] para o desenvolvimento de trocas comerciais e econômicas com a RPDC são bastante justificados. Ninguém, é claro, diz que será fácil fazer isso sob sanções. Não será fácil. Mas é bem possível resolver esses problemas", declarou.



Sputnik



Acompanhe Portal Novos Rumos no Twitter e no Facebook.






Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Portal Novos Rumos

Código da Notícia: PNR1907221


Comentários: 0